Filha de Glauber Rocha: Bolsonaro não pode se misturar com meu pai

A cineasta Paloma Rocha disse que cancelou sua ida à inauguração do aeroporto Glauber Rocha, que leva o nome de seu pai, como um "ato de repúdio" à Jair Bolsonaro; "Não acho que ele poderia se misturar com meu pai de maneira alguma", disse

Cineasta Paloma Rocha, filha de Glauber Rocha, e Jair Bolsonaro inaugurando aeroporto em Vitória da Conquista, na Bahia.
Cineasta Paloma Rocha, filha de Glauber Rocha, e Jair Bolsonaro inaugurando aeroporto em Vitória da Conquista, na Bahia. (Foto: paloma-rocha)

247 - A cineasta Paloma Rocha disse à ÉPOCA que cancelou sua ida à inauguração do aeroporto Glauber Rocha, que leva o nome de seu pai, como um "ato de repúdio" à Jair Bolsonaro, que estaria no evento marcado para esta terça-feira (23) em Vitória da Conquista (BA). "Não acho que ele poderia se misturar com meu pai de maneira alguma", disse.

"Paloma conta que foi convidada para a inauguração pelo governador do estado, Rui Costa (PT). Quando recebeu informações de que Jair Bolsonaro estaria presente, questionou a organização e o prefeito da cidade, Herzem Gusmão Pereira (MDB)", conta a reportagem.

"Eu disse que não aceitava que a festa fosse fechada e limitada ao público, como queria o presidente (...). E tinha também tudo que a indústria do cinema havia sofrido naquela semana, com as declarações dele em um momento de censura artíistica e ameaça do desmonte da indústria do cinema brasileiro", explicou Paloma.

A cineasta conta que o prefeito não gostou da negativa. "Ele disse que vivemos em uma democracia, mas eu disse que limitar o acesso ao público não era um ato democrático. Proibir as pessoas de fazer uma festa é algo que não tem nada a ver com meu pai", disse.

Conheça a TV 247

Mais de Nordeste

Ao vivo na TV 247 Youtube 247