Flávio Dino aparece com 13% de intenções em cenário para 2022

Na disputa sem o ex-presidente Lula, o governador do Maranhão aparece como o principal nome da esquerda para enfrentar o Bolsonarismo, segundo pesquisa do Atlas Político, publicada pelo jornal El País

Governador do Maranhão, Flávio Dino
Governador do Maranhão, Flávio Dino (Foto: Reprodução)

Portal Vermelho - Levantamento realizado pela consultoria política Atlas Político entre os dias 7 e 9 de fevereiro, divulgado pelo jornal El País, mostra Flávio Dino (PCdoB) com 13% das intenções de voto à presidência para as eleições de 2022, em um cenário sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, tornando-se assim o principal nome da esquerda na disputa.

O presidente, Jair Bolsonaro, lidera com 41%. Em segundo lugar, tecnicamente empatado com o governador do Maranhão, está o apresentador Luciano Huck, com 14% das intenções de voto. Completa a lista o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), com 2,5%. A quantidade de eleitores indecisos ou que declararam voto branco ou nulo é de 27%, semelhante às eleições de 2018, quando esse número chegou a 30%. A pesquisa foi realizada na Internet via convites randomizados com 2.000 pessoas, em todas as regiões do país. A margem de erro é de 2% para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%.

Com Lula e Moro na disputa, os votos brancos, o total de votos nulos e indecisos cai para 9%. Neste cenário Bolsonaro e Lula aparecem tecnicamente empatados na disputa pelo primeiro lugar, com 32% e 28% das intenções de voto, respectivamente. Moro, que tem negado oficialmente qualquer intenção de disputar a presidência, tem 20%, seguido de Huck (6%), Flávio Dino (3%) e Doria (0,6%).

O cenário em que Lula disputa a eleição é hipotético, uma vez que, apesar de estar em liberdade, ele segue condenado em segunda instância no processo Tríplex do Guarujá, enquadrado assim na Lei da Ficha Limpa. Seus advogados tentam anular a condenação via Supremo Tribunal Federal, questionando a parcialidade do então juiz Sergio Moro no caso. Caso consiga êxito na ação, ele estaria livre para ser candidato.

A pesquisa também avaliou a imagem de outros políticos e personalidades junto aos entrevistados. Enquanto Moro lidera o ranking dos que tiveram maior avaliação positiva (54%), seguido de Bolsonaro (43%) e Paulo Guedes (43%), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM) aparece com o maior índice de avaliação negativa (66%), seguido de João Doria (64%) e Fernando Haddad (59%).

*Com informações do El Pais

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247