Gastão Vieira deixa ministério e volta para a Câmara

Peemedebista afirmou que sua substituição não ocorreu em janeiro devido a um impasse entre a cúpula PMDB e a Presidência da República, o partido exigia a abertura de maiores espaços na administração petista, enquanto Dilma negociava apoio do PSD; ele fez balanço de sua gestão na pasta e estabeleceu que sairá até amanhã; deputado federal vai disputar a reeleição pelo PMDB em outubro

Peemedebista afirmou que sua substituição não ocorreu em janeiro devido a um impasse entre a cúpula PMDB e a Presidência da República, o partido exigia a abertura de maiores espaços na administração petista, enquanto Dilma negociava apoio do PSD; ele fez balanço de sua gestão na pasta e estabeleceu que sairá até amanhã; deputado federal vai disputar a reeleição pelo PMDB em outubro
Peemedebista afirmou que sua substituição não ocorreu em janeiro devido a um impasse entre a cúpula PMDB e a Presidência da República, o partido exigia a abertura de maiores espaços na administração petista, enquanto Dilma negociava apoio do PSD; ele fez balanço de sua gestão na pasta e estabeleceu que sairá até amanhã; deputado federal vai disputar a reeleição pelo PMDB em outubro (Foto: Itevaldo Junior)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Maranhão 247 - O ministro do Turismo, Gastão Vieira (PMDB), afirmou deixará até hoje (dia 7) o comando da pasta. Segundo ele esse foi o sinal emitido pela presidente Dilma Rousseff (PT) na semana passada, antes do feriado de Carnaval. O senador Vital de Rêgo (PMDB-PB) é quem deve assumir o Turismo.
Gastão disse que está preparado para deixar o ministério, mas não descarta a possibilidade de sua permanência no cargo ser estendida por mais algumas semanas. Gastão Vieira aguarda desde janeiro a sua substituição no Ministério do Turismo. “Não podemos garantir com 100% de certeza que isso ocorrerá, uma vez que em Brasília as coisas mudam muito rápido e a minha permanência no ministério ser estendida por algumas semanas”, disse.
Gastão Vieira afirmou que sua substituição não ocorreu em janeiro devido a um impasse entre a cúpula PMDB e a Presidência da República. O PMDB exigia a abertura de maiores espaços na administração petista, enquanto Dilma negociava apoio do PSD. Os peemedebistas voltaram às turras com a presidente.
Agora, segundo Vieira, a sua substituição deve ser mesmo consolidada, apesar de ainda haver negociação entre o PMDB e Dilma a respeito de espaços políticos no Governo. “A minha saída deve ocorrer hoje ou amanhã, pelo menos esse é o sinal que temos da presidente Dilma. Até então, a expectativa é de que eu saia esta semana mesmo”, afirmou. Após deixar o Turismo, Gastão retornará ao seu mandato de deputado na Câmara Federal.
Balanço – Gastão Vieira fez um breve balanço de sua passagem pelo Ministério do Turismo. Ele assumiu a pasta em setembro de 2011, após o deputado federal e então ministro, Pedro Novais (PMDB), envolvido em denúncias de corrupção ter deixado a pasta.
Segundo o peemedebista, ele conseguiu incluir o turismo na pauta econômica do país, deu condições para que empresas de turismo e hotéis contratassem mais profissionais para a área, empenhou mais de R$ 680 milhões no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Turismo para a construção de centros de eventos em várias cidades brasileiras e conseguiu a ampliação de programas e investimentos para cidades históricas do país, inclusive São Luís. “Avalio que conseguimos empreender um bom trabalho no Turismo e responder aos anseios do país para o setor”, disse.
Gastão também listou os principais investimentos de sua pasta para o Maranhão. “Voltando os olhos para o Maranhão, nós disponibilizamos R$ 20 milhões para a Via Expressa ainda na administração Pedro Novais; R$ 34 milhões para a duplicação da estrada que leva o Araçagi até a Raposa; cerca de R$ 20 milhões para a área que abrange o Parque dos Lençóis Maranhenses, especificamente para os municípios de Santo Amaro, Humberto de Campos, Primeira Cruz e Barreirinhas, com destaque para este último, que recebeu recursos para a construção de um novo terminal de passageiros no aeroporto, além de outros R$ 10 milhões em obras diversas”, disse.
Gastão ainda ressaltou a aplicação de recursos para a utilização de prédios históricos por faculdades; de sua participação ativa junto a Dilma Rousseff na liberação de mais de R$ 100 milhões para São Luís, por meio do PAC das Cidades Históricas; liberação de recursos para melhorias no Teatro Arthur Azevedo e a liberação de recursos para a urbanização da entrada da cidade de Barreirinhas e de R$ 10 milhões para a despoluição das praias de São Luís.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email