Governo Bolsonaro gasta R$ 1,2 bilhão com escavação de poços que nunca levaram água ao Nordeste

Os poços abertos pelo programa tiveram que ser lacrados dois anos após a promessa. As obras pararam pela metade e bombas de retirada de água não foram instaladas

www.brasil247.com - Perfuração de Poços Artesiano no Município de Itaíba/PE
Perfuração de Poços Artesiano no Município de Itaíba/PE (Foto: Reprodução/Prefeitura Municipal de Itaíba)


247 - O sonho de moradores de Oeiras, no Piauí, de ter água potável nas torneiras foi frustrado pelo governo Bolsonaro. Famílias de pequenos agricultores contemplados por uma “força-tarefa das águas” anunciada por Jair Bolsonaro para o Nordeste e o norte de Minas, até hoje não sabem o que é água potável, alerta o jornal O Estado de S.Paulo.

Segundo moradores, os poços abertos pelo programa tiveram que ser lacrados dois anos após a promessa. As obras pararam pela metade e bombas de retirada de água não foram instaladas.

Ainda de acordo com a reportagem, foram gastos R$ R$ 1,2 bilhão para a construção de poços no sertão. A maioria dos contratos que o jornal teve acesso  mostra irregularidades em pregões milionários feitos em menos de dez minutos e a reserva de recursos para abertura de novos poços sem que outros sejam concluídos. 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email