Governo do Ceará afasta temporariamente 168 policiais por participação em motim

O Governo do Ceará afastou 168 policiais militares que participam da paralisação no estado. O afastamento por 120 dias e a abertura de processos disciplinares foram divulgados no Diário Oficial do Estado

Policiais são afastados no Ceará
Policiais são afastados no Ceará (Foto: Fabiane de Paula/SVM)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Governo do Ceará afastou 168 policiais militares que participam da paralisação no estado. O afastamento por 120 dias e a abertura de processos disciplinares foram divulgados no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (21). De acordo com a medida, os agentes sairão da folha de pagamento a partir de fevereiro. O motim dos PMs chegou ao quinto dia neste sábado (22). A categoria pede aumento salarial. 

Desde terça-feira (18), quando os policiais pararam as atividades no estado,  homens encapuzados invadiram quartéis, depredaram e esvaziaram pneus de viaturas policiais em manifetação contra a proposta de reajuste do governo.

Segundo a proposta do governo enviada à Assembleia Legislativa, o salário-base de um soldado será de R$ 4,5 mil, com aumento progressivo até 2022. O salário atual da categoria é de R$ 3,2 mil. A proposta inicial, rejeitada pelos policiais, era aumento para R$ 4,2 mil até 2022.

O estado já registrou 88 assassinatos entre a meia noite de quarta-feira (19) e as 23h59 de sexta-feira (21).

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247