Há material para indiciamentos imediatos, diz senador Rogério Carvalho sobre depoimento de Joice na CPMI

"Diante do que foi dito, há materialidade para o imediato indiciamento de pelo menos duas dúzias de pessoas", afirmou, sobre o chamado 'gabinete do ódio' apresentado pela deputada Joice Hasselmann à CPMI das Fake News no Senado

Senador Rogério Carvalho (PT-SE)
Senador Rogério Carvalho (PT-SE) (Foto: Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O senador Rogério Carvalho (PT-SE) avaliou que as revelações da deputada Joice Hasselmann feitas à CPMI das Fake News nesta quarta-feira 4 no Senado Federal já são suficientes para diversos indiciamentos.

Joice denunciou a existência e detalhou a estrutura de um 'gabinete do ódio' e afirmou que Carlos e Eduardo Bolsonaro são os comandantes. Também disse que o governo usa verba pública para sustentar a base da milícia digital, que faz campanha de fake news e ameaças contra diversas pessoas na internet, inclusive parlamentares e ministros. Confira aqui a íntegra do Power Point apresentado pela deputada.

Para o senador Rogério Carvalho, uma organização criminosa se instalou no Palácio do Planalto para difundir notícias falsas contra opositores. Rogério questionou quem está financiando as Fake News e se dinheiro público estaria sendo usado para esses fins, conforme denunciou Joice.

“A deputada Joice Hasselmann apresentou um fluxograma de uma organização criminosa que tem a intenção de produzir notícias falsas, disseminar o ódio e dividir a sociedade. Ou seja, uma organização fascista. É muito grave!”, afirmou o senador. 

O vice-líder do PT no Senado sugere que agora todos os envolvidos sejam indiciados. "Diante do que foi dito, há materialidade para o imediato indiciamento de pelo menos duas dúzias de pessoas".

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247