Justiça nega ida de prefeita para Pedrinhas

Prefeita afastada de Bom Jardim (MA), Lidiane Leite (sem partido), ficará presa em um alojamento do Comando Geral do Corpo de Bombeiros, em São Luís (MA), após determinação da Justiça Federal; isso porque a defesa da prefeita "ostentação"conseguiu uma liminar para reverter a decisão de transferência imediata à Penitenciária Feminina de Pedrinhas, que faz parte de um complexo presidiário no Maranhão muito conhecido pelo descumprimento dos direitos humanos; ela é suspeita de desviar recursos que podem chegar a R$ 15 milhões da Educação e deve responder pelos crimes de peculato, fraude à licitação e associação criminosa

Prefeita afastada de Bom Jardim (MA), Lidiane Leite (sem partido), ficará presa em um alojamento do Comando Geral do Corpo de Bombeiros, em São Luís (MA), após determinação da Justiça Federal; isso porque a defesa da prefeita "ostentação"conseguiu uma liminar para reverter a decisão de transferência imediata à Penitenciária Feminina de Pedrinhas, que faz parte de um complexo presidiário no Maranhão muito conhecido pelo descumprimento dos direitos humanos; ela é suspeita de desviar recursos que podem chegar a R$ 15 milhões da Educação e deve responder pelos crimes de peculato, fraude à licitação e associação criminosa
Prefeita afastada de Bom Jardim (MA), Lidiane Leite (sem partido), ficará presa em um alojamento do Comando Geral do Corpo de Bombeiros, em São Luís (MA), após determinação da Justiça Federal; isso porque a defesa da prefeita "ostentação"conseguiu uma liminar para reverter a decisão de transferência imediata à Penitenciária Feminina de Pedrinhas, que faz parte de um complexo presidiário no Maranhão muito conhecido pelo descumprimento dos direitos humanos; ela é suspeita de desviar recursos que podem chegar a R$ 15 milhões da Educação e deve responder pelos crimes de peculato, fraude à licitação e associação criminosa (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Maranhão 247 – A prefeita afastada de Bom Jardim (MA), Lidiane Leite (sem partido), 25, ficará presa em um alojamento do Comando Geral do Corpo de Bombeiros, em São Luís (MA), após determinação da Justiça Federal. Isso porque a defesa da prefeita "ostentação", suspeita de desviar recursos da merenda escolar, conseguiu uma liminar para reverter a decisão de transferência imediata à Penitenciária Feminina de Pedrinhas, que faz parte de um complexo presidiário no Maranhão muito conhecido pelo descumprimento dos direitos humanos.

De acordo com a Polícia Federal, o juiz aceitou o argumento da defesa da prefeita de que há risco à sua integridade física caso fosse presa em uma cela comum. Após 39 dias foragida, Lidiane se entregou nesta segunda-feira (28) na sede da PF em São Luís, acompanhada de três advogados.

Ela é suspeita de desviar recursos que podem chegar a R$ 15 milhões da Educação em sua cidade, onde há escolas funcionando debaixo de árvores. Lidiane deve responder pelos crimes de peculato, fraude à licitação e associação criminosa. A prefeita ficou conhecida por postar "selfies" ostentando luxo nas redes sociais e por governar, a partir de São Luís, pelo aplicativo de mensagens WhatsApp.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247