Lula chega ao Ceará e é recebido pelo governador Camilo Santana e deputados petistas

O ex-presidente Lula chegou em Fortaleza, dando continuidade à sua agenda política pelo Nordeste para costurar alianças e discutir a situação política do Brasil, como a fome e o aumento da miséria

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução)


247 - O ex-presidente Lula (PT) chegou a Fortaleza (CE) nesta sexta-feira, 20, após visitar Pernambuco, Piauí e Maranhão em sua jornada pelo Nordeste para discutir a situação política do Brasil.

Ele foi recebido por lideranças petistas no estado, como deputados e o governador, Camilo Santana (PT), que usou as redes sociais para divulgar as boas-vindas. 

Segundo o jornal O Povo, entre os nomes do PT no Ceará estavam os deputados federais José Guimarães e José Airon, além dos deputados estaduais Moisés Brás e Guilherme Sampaio. Já em segundo momento, estiveram na Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) a deputada federal Luizianne Lins e o deputado Elmano de Freitas. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Diário do Nordeste informou que “a agenda tem como um dos pontos altos o encontro com governador Camilo Santana (PT), que joga luz mais uma vez sobre o dilema enfrentado pelo chefe do Executivo estadual no contexto eleitoral: conciliar as relações com Lula e o ex-governador Ciro Gomes (PDT)”.

“O deputado José Airton Cirilo (PT) diz que um dos esforços da agenda é a construção do palanque petista no ano que vem. Nesse contexto, Lula terá encontros com líderes partidários, entre eles, o ex-senador Eunício Oliveira, do MDB. A expectativa é que Eunício esteja junto à comitiva no Porto do Pecém, no sábado (21)”, continua a reportagem.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Eu estou visitando o Ceará para conversar com o governador Camilo, as lideranças do estado e saber dos desafios e visão de futuro que precisamos para o Ceará e para o Brasil”, afirmou Lula, em entrevista ao jornal local O Povo.

“O povo está pensando em como vai comer, como vai ganhar o dia. Depois de termos praticamente eliminado a fome, hoje ela voltou e muita gente passa o dia lutando para ter algo para comer”, avaliou Lula. “O desemprego é imenso e a pandemia ainda não acabou”, declarou.

“Os desafios de 2021 são uma preocupação maior que 2022, por mais que o ano que vem, e as eleições do ano que vem sejam importantes para o Brasil voltar para um rumo correto, sensato, de democracia, desenvolvimento e inclusão social. Tem um caminho antes disso, cheio de desafios, inclusive porque Bolsonaro não tem apreço nenhum pela democracia e pela vida do povo brasileiro”, lembrou Lula.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Bolsa Família

Lula criticou Bolsonaro pelo uso eleitoreiro do Bolsa Família e defendeu sua ampliação. “Ele está tentando mudar o nome para se apropriar de algo que ele criticou sua vida inteira. Se hoje, pelo motivo que for, ele quer ampliar o programa e reajustar o valor do benefício, o que é necessário porque o preço dos alimentos subiu muito, isso é bom porque o Bolsa Família salva milhões de brasileiros da fome e ao longo dos anos manteve milhões de crianças estudando na escola”, considerou o ex-presidente.

“O PT tem defendido um valor maior para o Bolsa Família, e o povo sabe quem criou o programa e que ele foi uma das medidas que fizemos para melhorar a vida do povo trabalhador”, afirmou. Lula lembrou que tudo o que Bolsonaro toca, ou é destruído ou danificado: SUS, política ambiental, segurança pública, universidades.

“O Bolsonaro já desmontou a política de valorização do salário mínimo, segue retirando direitos dos trabalhadores e reduzindo ou extinguindo programas como o Minha Casa Minha Vida e o Luz Para Todos”, denunciou. “Ele acabou com os programas de apoio à agricultura familiar, à compra de alimentos e regulação de estoque e com isso o arroz, o feijão, dispararam de preço. Então o povo sabe como sua vida era melhor nos governos do PT, como prometeram que tudo ia melhorar se tirasse a Dilma e como, na verdade, tudo piorou nesses últimos cinco anos”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ao lado de Santana, Lula visita, na manhã de sábado (21) a nova ZPE II e o Porto de Pecém, no Complexo de Pecém, em São Gonçalo do Amarante. Na segunda-feira (23), o ex-presidente tem encontros políticos com o PT e outros partidos, além de uma reunião com o ex-senador e ex-ministro Eunício Oliveira.

Mais cedo, no Maranhão

Em sua passagem pelo Maranhão, nesta sexta-feira, 20, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva destacou a importância de mais reflexão das forças progressistas sobre a situação atual do país, como a volta da fome, comparando-a com “o que aconteceu em um passado bem recente”. 

O ex-presidente afirmou que a oposição ainda não conseguiu mostrar à população que o cenário agora imposto pelo presidente Jair Bolsonaro, de ameaça de volta a uma ditadura, não é normal. 

“Nunca imaginei que depois dos avanços que tivemos na Constituição de 88, a gente voltaria a uma situação de anomalia democrática. Todos nós temos que refletir se em algum momento nós tivemos responsabilidade pelo que está acontecendo”.

Com informações da Rede Brasil Atual e da Agência PT.

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email