Maranhão é o primeiro estado a entrar em lockdown

Com a medida, ficam suspensas todas as atividades não essenciais à manutenção da vida e da saúde. A circulação de veículos também será proibida. O lockdown é válido para os 4 municípios da grande São Luís

(Foto: Brasil247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O estado do Maranhão vai entrar em lockdown por 10 dias após uma decisão da Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís. A medida é válida para as 4 cidades da Grande Ilha de São Luís - São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa. Isso ocorre porque a cidade está com a capacidade hospitalar praticamente esgotada. Na quarta-feira, 29, a cidade registrava 2,4 mil casos confirmados de coronavírus e 149 mortes.

O que é lockdown?

A expressão lockdown vem do inglês e se refere a um bloqueio de algum protocolo de emergência, que impede a circulação de pessoas em uma determinada área.

Com a medida, ficam suspensas todas as atividades não essenciais à manutenção da vida e da saúde. Funcionam somente os estabelecimentos do ramo da alimentação, medicamentos, portos e indústrias.

Além disso, a circulação de veículos particulares - salvo para compra de alimentos e medicamentos, e para o transporte de pessoas para atendimento de saúde, desempenho de atividades de segurança ou no itinerário dos serviços considerados essenciais.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247