Marido de Sarí Corte Real, do caso do menino Miguel, não se reelege em município de PE

O prefeito de Tamandaré (PE), Sérgio Hacker (PSB), não se reelegeu. Sarí Corte Real, esposa dele, foi indiciada por abandono de incapaz, após deixar o menino Miguel, de cinco anos, cair do nono andar em um edifício no Recife

Sari e Sérgio Hacker
Sari e Sérgio Hacker (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O marido de Sarí Corte Real, o prefeito de Tamandaré, Sérgio Hacker (PSB), não se reelegeu, ao perder a eleição para Carrapicho, candidato do Republicanos, por 54,52% dos votos a 43,12%.

Sarí Corte Real foi indiciada por abandono de incapaz, após deixar o menino Miguel, de cinco anos, cair do nono andar do edifício de luxo onde o casal mora no Centro do Recife.

Mirtes Souza, mãe de Miguel, e a mãe dela, Marta Santana, trabalhavam como domésticas para a família do prefeito, mas estavam na folha de pagamento da prefeitura.

PUBLICIDADE

Um documento do Grupo de Trabalho da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre Pessoas de Descendência Africana apontou que a morte de Miguel "é um exemplo de como o racismo sistêmico cobra seu preço durante a pandemia".

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email