Marido de Sarí Corte Real, do caso do menino Miguel, não se reelege em município de PE

O prefeito de Tamandaré (PE), Sérgio Hacker (PSB), não se reelegeu. Sarí Corte Real, esposa dele, foi indiciada por abandono de incapaz, após deixar o menino Miguel, de cinco anos, cair do nono andar em um edifício no Recife

Sari e Sérgio Hacker
Sari e Sérgio Hacker (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O marido de Sarí Corte Real, o prefeito de Tamandaré, Sérgio Hacker (PSB), não se reelegeu, ao perder a eleição para Carrapicho, candidato do Republicanos, por 54,52% dos votos a 43,12%.

Sarí Corte Real foi indiciada por abandono de incapaz, após deixar o menino Miguel, de cinco anos, cair do nono andar do edifício de luxo onde o casal mora no Centro do Recife.

Mirtes Souza, mãe de Miguel, e a mãe dela, Marta Santana, trabalhavam como domésticas para a família do prefeito, mas estavam na folha de pagamento da prefeitura.

Um documento do Grupo de Trabalho da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre Pessoas de Descendência Africana apontou que a morte de Miguel "é um exemplo de como o racismo sistêmico cobra seu preço durante a pandemia".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247