Marília Arraes a João Campos: quem vai mandar na cidade, sua mãe?

Em disputa de primos no segundo turno do Recife, Marília Arraes (PT) citou em debate nesta quinta-feira (19) Renata Campos, viúva do ex-governador Eduardo Campos e mãe de João (PSB), como alguém que poderia "mandar" na prefeitura caso o adversário fosse eleito

Marília Arraes e João Campos
Marília Arraes e João Campos (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O debate realizado pela Rádio Jornal nesta quinta-feira (19) entre os candidatos que disputam o segundo turno pela Prefeitura de Recife, Marília Arraes (PT) e João Campos (PSB), não deixou de lado a briga entre as duas famílias.

Em um momento, Marília sugeriu que a mãe de João, seu primo, poderia mandar na cidade. Assim como Geraldo Júlio, ex-prefeito da cidade pelo mesmo partido de João. A mãe de João é Renata Campos, viúva do ex-governador Eduardo Campos. Tanto Marília quanto João disputam o legado de Miguel Arraes, liderança política histórica e ex-governador do Estado. 

Marília, com 36 anos, foi chamada por João, de 26, de "desagregadora". O primo também disse à adversária que ela era usada por 'figurões' do PT para que o partido tenha influência no Recife. A candidata petista recebe apoio de Lula, contrariando decisões do diretório municipal e estadual, que tem boa relação com o PSB local e queria apoiar João Campos.

Ela então rebateu: "Eu nunca me dobrei nem ao PSB, na época em que mandava e desmandava nesse estado. Não vou me dobrar a ninguém. Quem lidera o processo político sou eu. Agora, já você, ninguém sabe se quem vai mandar é sua mãe, é Geraldo Julio, ou Paulo Câmara, enfim. Mas, veja bem, fico impressionada porque o PT, o governo Lula investiu em Pernambuco. Seu pai fez o governo que fez com a ajuda do presidente Lula. Isso é ingratidão. Na hora de ir a São Paulo para retirar candidatura a governo vocês foram. Na hora de ir a São Paulo para que não fosse candidata a prefeito, vocês foram", disse.

Segundo reportagem da Folha de S.Paulo desta quarta-feira, Ana Arraes, ministra do TCU, não fala sobre eleições, mas, nos bastidores, torce para que a sobrinha Marília vença a disputa contra o neto João.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247