Morrem dois detentos no Complexo de Pedrinhas

Dois presidiários foram encontrados mortos no Centro de Detenção Provisória do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís; os detentos foram identificados como Rogério Correia de Jesus e Otávio de Jesus Ferreira; estas são as primeiras mortes registradas no Complexo de Pedrinhas em 2015; no ano passado, 16 presos morreram no sistema penitenciário do Maranhão, e, em 2013, número chegou a 60 mortes

Dois presidiários foram encontrados mortos no Centro de Detenção Provisória do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís; os detentos foram identificados como Rogério Correia de Jesus e Otávio de Jesus Ferreira; estas são as primeiras mortes registradas no Complexo de Pedrinhas em 2015; no ano passado, 16 presos morreram no sistema penitenciário do Maranhão, e, em 2013, número chegou a 60 mortes
Dois presidiários foram encontrados mortos no Centro de Detenção Provisória do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís; os detentos foram identificados como Rogério Correia de Jesus e Otávio de Jesus Ferreira; estas são as primeiras mortes registradas no Complexo de Pedrinhas em 2015; no ano passado, 16 presos morreram no sistema penitenciário do Maranhão, e, em 2013, número chegou a 60 mortes (Foto: Leonardo Lucena)

Maranhão 247 - Dois presidiários foram encontrados mortos na manhã desta sexta-feira (13) no Centro de Detenção Provisória do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís. Os detentos foram identificados como Rogério Correia de Jesus e Otávio de Jesus Ferreira.

Estas são as primeiras mortes registradas no Complexo de Pedrinhas em 2015. No ano passado, 16 presos morreram no sistema penitenciário do Maranhão, e, em 2013, número chegou a 60 mortes.

Em nota, A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária se confirmou as mortes:

"A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária vem a público informar que:

1 – Dois presos foram mortos numa das celas do Centro de Detenção Provisória de Pedrinhas (CDP), na madrugada desta sexta-feira (13);

2 – No momento dos crimes, 11 presos estavam na cela. A Sejap determinou a apuração imediata do episódio.

3 – As investigações estão sendo conduzidas pela Delegacia de Homicídios. Os detentos serão encaminhados para exame de corpo de delito e em seguida serão autuados em flagrante pelo duplo homicídio."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247