MP-MA abre investigação contra Ricardo Murad

O Ministério Público Estadual instaurou um Procedimento Investigatório Criminal (PIC) para investigar possíveis irregularidades em uma realizado pela Secretaria Estado da Saúde (SES), na gestão do ex-secretário Ricardo Murad; o MP também vai apurar possíveis irregularidades na execução de um contrato celebrado entre a SES e a empresa gaúcha PMR Táxi Aéreo e Manutenção Aeronáutica S/A, para a locação de dois helicópteros; a investigação foi aberta há 10 dias; Murad já havia dito que disputará o governo em 2018; detalhe: peemedebista foi alvo da PF por desvio de verba pública

O Ministério Público Estadual instaurou um Procedimento Investigatório Criminal (PIC) para investigar possíveis irregularidades em uma realizado pela Secretaria Estado da Saúde (SES), na gestão do ex-secretário Ricardo Murad; o MP também vai apurar possíveis irregularidades na execução de um contrato celebrado entre a SES e a empresa gaúcha PMR Táxi Aéreo e Manutenção Aeronáutica S/A, para a locação de dois helicópteros; a investigação foi aberta há 10 dias; Murad já havia dito que disputará o governo em 2018; detalhe: peemedebista foi alvo da PF por desvio de verba pública
O Ministério Público Estadual instaurou um Procedimento Investigatório Criminal (PIC) para investigar possíveis irregularidades em uma realizado pela Secretaria Estado da Saúde (SES), na gestão do ex-secretário Ricardo Murad; o MP também vai apurar possíveis irregularidades na execução de um contrato celebrado entre a SES e a empresa gaúcha PMR Táxi Aéreo e Manutenção Aeronáutica S/A, para a locação de dois helicópteros; a investigação foi aberta há 10 dias; Murad já havia dito que disputará o governo em 2018; detalhe: peemedebista foi alvo da PF por desvio de verba pública (Foto: Leonardo Lucena)

247, com Blog Marrapá - O Ministério Público Estadual instaurou um Procedimento Investigatório Criminal (PIC) para investigar possíveis irregularidades na licitação nº 048/2013-CSL/SES, realizado pela Secretaria Estado da Saúde (SES), na gestão do ex-secretário Ricardo Murad. A investigação no MP foi aberta há 10 dias.

Além da licitação, o MP também vai apurar possíveis irregularidades na execução do contrato nº 510/2013, celebrado entre a SES de Ricardo Murad e da empresa gaúcha PMR Táxi Aéreo e Manutenção Aeronáutica S/A, para a locação de dois helicópteros.

O contrato para a locação das duas aeronaves seria para operações de transporte aéreo público de servidores em missões inerentes à prestação de serviços de saúde, fiscalização de obras dos hospitais e UPAS em construção, além de enfermos em situação de urgência/ emergência.

Há indícios de que a deputada estadual Andrea Murad (PMDB), filha de Ricardo Murad, usou os helicópteros pagos com recursos da SES durante a campanha eleitoral em 2014. Os deputados Rogério Cafeteira e Marco Aurélio, apresentaram planilhas de voo da empresa PMR Táxi Aéreo com os comícios da peemedebista nos municípios maranhenses.

Nas planilhas, há por exemplo, um voo no final da tarde entre São Luís e Coroatá, a base eleitoral da deputada. À noite, há o registro de outro voo de Coroatá a São João dos Patos, onde Andrea Murad participou de comício e carreata com Ricardo Murad.

2018

Em maio do ano passado, Murad assegurou que disputará o governo do Maranhão, em 2018. “Sou candidato e vou disputar as eleições contra Flávio Dino em 2018”, disse ele em entrevista a uma rádio do município de Peritoró. 

O problema é que, antes de 2018, Murad pode estar preso ou com os direitos políticos suspensos pela justiça por ser ficha suja. Ele é réu no processo que descobriu desvios de recursos de R$ 150 milhões do Programa Saúde é Vida e investigado na Operação Sermão aos Peixes que encontrou indícios de desvios de recursos públicos federais do Fundo Nacional de Saúde (FNS).

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247