Pedrinhas, o Maranhão e a tragédia carcerária

Leia na íntegra carta aberta à população do Centro Acadêmico XI de Agosto - entidade que representa os estudantes da Faculdade de Direito do Largo de São Francisco (USP) - que lembra que as ocorrências no presídio de Pedrinhas não são uma exceção no cenário brasileiro, marcado pela superpopulação e violência carcerária; texto é assinado por movimentos sociais, acadêmicos, juristas e personalidades

www.brasil247.com - Leia na íntegra carta aberta à população do Centro Acadêmico XI de Agosto - entidade que representa os estudantes da Faculdade de Direito do Largo de São Francisco (USP) - que lembra que as ocorrências no presídio de Pedrinhas não são uma exceção no cenário brasileiro, marcado pela superpopulação e violência carcerária; texto é assinado por movimentos sociais, acadêmicos, juristas e personalidades
Leia na íntegra carta aberta à população do Centro Acadêmico XI de Agosto - entidade que representa os estudantes da Faculdade de Direito do Largo de São Francisco (USP) - que lembra que as ocorrências no presídio de Pedrinhas não são uma exceção no cenário brasileiro, marcado pela superpopulação e violência carcerária; texto é assinado por movimentos sociais, acadêmicos, juristas e personalidades (Foto: Gisele Federicce)


247 - Diante da crise de violência e no sistema carcerário do Maranhão, o Centro Acadêmico XI de Agosto, que representa os estudantes da Faculdade de Direito do Largo de São Francisco (USP), divulga uma carta aberta à população sobre as ocorrências no presídio de Pedrinhas, a condição política maranhense e a situação carcerária do Brasil.

O texto, assinado por movimentos sociais, acadêmicos, juristas e personalidades brasileiras, lembra que o presídio de São Luís não é exceção no cenário do País, que "possui como marca a superlotação generalizada de suas unidades prisionais, acrescido de um sem limite de precariedades institucionais".

De acordo com a carta, a tragédia de Pedrinhas serve para reacender discussões de fundo sobre "como o domínio político e econômico das oligarquias é um ponto fulcral de todo o quadro de desigualdade que culmina com a seleção de clientela do direito penal". O objetivo deve ser, de acordo com os acadêmicos, fazer com que Pedrinhas e Carandiru (SP) virem "retratos de um passado superado".

Leia a íntegra: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email