Petistas iniciam debate sobre aliança na Quarta-feira de Cinzas

O calendário para o debate petista foi definido após a posse de Raimundo Monteiro na presidência do PT; membro da corrente Construindo um Novo Brasil (CNB) o presidente reeleito tem a maioria na composição tanto na direção estadual quanto na Executiva petista; ele defende a reedição da aliança com o PMDB, que tem o secretário estadual de Infraestrutura como pré-candidato; dirigentes da legenda já admitem participar da eleição indireta na Assembleia Legislativa com uma composição com os peemedebistas, caso a governadora Roseana Sarney renuncie ao cargo

O calendário para o debate petista foi definido após a posse de Raimundo Monteiro na presidência do PT; membro da corrente Construindo um Novo Brasil (CNB) o presidente reeleito tem a maioria na composição tanto na direção estadual quanto na Executiva petista; ele defende a reedição da aliança com o PMDB, que tem o secretário estadual de Infraestrutura como pré-candidato; dirigentes da legenda já admitem participar da eleição indireta na Assembleia Legislativa com uma composição com os peemedebistas, caso a governadora Roseana Sarney renuncie ao cargo
O calendário para o debate petista foi definido após a posse de Raimundo Monteiro na presidência do PT; membro da corrente Construindo um Novo Brasil (CNB) o presidente reeleito tem a maioria na composição tanto na direção estadual quanto na Executiva petista; ele defende a reedição da aliança com o PMDB, que tem o secretário estadual de Infraestrutura como pré-candidato; dirigentes da legenda já admitem participar da eleição indireta na Assembleia Legislativa com uma composição com os peemedebistas, caso a governadora Roseana Sarney renuncie ao cargo (Foto: Itevaldo Junior)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

MARANHÂO 247 - A direção estadual do Partido dos Trabalhadores inicia após o Carnaval a discussão sobre a política de alianças para a eleição 2014 e uma possível participação na eleição indireta na Assembleia Legislativa, caso a governadora Roseana Sarney (PMDB) renuncie ao cargo para disputar a eleição ao Senado.

O calendário para o debate petista foi definido após a posse de Raimundo Monteiro na presidência do PT. Membro da corrente Construindo um Novo Brasil (CNB) o presidente reeleito tem a maioria na composição tanto na direção estadual quanto na Executiva petista. Ele defende a reedição da aliança com o PMDB, que tem o secretário estadual de Infraestrutura como pré-candidato.

"Vamos nos reunir e iniciar os debates sobre essas duas questões: primeiro a posição do PT para as eleições de outubro e a eleição indireta na Assembleia Legislativa as reuniões da executiva estadual. Devem ocorrer logo após o Carnaval.", disse Monteiro.

Há uma semana, Raimundo Monteiro dizia que o PT não deveria discutir a eleição indireta porque pleito colegiado é combatido pelos petistas, segundo estatuto da legenda. Com a mudança de posição, há dirigentes que defendem uma possível composição do PT como vice do candidato do governo caso haja o pleito na Assembleia Legislativa.

Composição - Pela decisão da direção nacional do PT, as vagas da executiva e do diretório foram divididas igualmente entre a chapa do presidente reeleito, Raimundo Monteiro, e as outras cinco chapas que participaram do Processo de Eleição Direta (PED).

Nessa divisão, ficaram 25 vagas para a chapa de Monteiro e 25 para os cinco grupos dividirem conforme percentual de votação, completando 50 membros que, com mais a vaga de presidente e de líder da bancada na Assembleia Legislativa - que é a deputada Francisca Primo - o diretório ficou constituído com 52 membros.

Além de Raimundo Monteiro que segue na presidência, Augusto Lobato também ficou como vice-presidente, assim como ocorreu nos dois anos anteriores. As demais vagas foram preenchidas por Henrique Sousa, Eri Castro, Rodrigo Comerciário e Raimundo Teixeira, os dois últimos defendem a aliança com o PMDB.

Monteiro também leva vantagem na composição dos delegados. São 260 e somente o grupo dele tem 130. Somando com os delegados do grupo de Comerciário e Teixeira, o presidente tem a maioria dos delegados, que são os que escolhem durante encontro estadual da legenda a tese que o partido deverá seguir na eleição deste ano.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email