Polícia do Ceará nega socorro a funcionária de pousada agredida por uma policial

Caso ocorreu em Jericoacoara. Agressora seria uma inspetora da Polícia Civil, identificada apenas como “Manu”. Dona da pousada afirma ter sido chutada por outro policial durante depoimento

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - Uma pousada da cidade de Jericoacoara, no Norte do Ceará, foi palco, neste domingo (11), de mais um caso de abuso contra um trabalhador que simplesmente exigiu o uso de máscaras por parte de um cliente. Neste caso, uma hóspede que teria se negado a usar a máscara obrigatória e que agrediu uma funcionária da pousada que a filmava.

No vídeo, pode-se ver que a agressora já havia colocado uma máscara quando decidiu atacar a trabalhadora, depois que ela relata que a hóspede havia resistido ao uso da proteção, e que estaria “embriagada”.

Segundo a própria funcionária espancada, a hóspede seria uma inspetora da Polícia Civil do Ceará. No vídeo, ela inclusive relada que a agressora teria mostrado sua credencial antes, para justificar que ela não precisaria usar a máscara se não quisesse. A hóspede não é identificada em nenhum momento do vídeo, embora um homem que parece ser seu acompanhante a tenha chamado de “Manu” em um trecho.

Continue lendo na Fórum

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247