Por foro, Lobão não descarta nem candidatura de deputado federal

Alvo de uma dúzia de inquéritos no STF, no âmbito da Operação Lava Jato e relacionadas a corrupção na Eletrobrás e Petrobras, o senador maranhense Edison Lobão (PMDB) diz ser candidato à reeleição no ano que vem, queira ou não o clã Sarney; o parlamentar, alcunhado na lista da Odebrecht de “Sonlo” e “Esquálido”, também não abre mão de ter o filho como herdeiro do seu mandato na primeira suplência; recém-delatado pelo doleiro Lúcio Funaro, Edinho Lobão (PMDB) pode necessitar da prerrogativa de foro a qualquer momento

Senador Edson Lobão faz pronunciamento para se defender da inclusão de seu nome na lista do procurador Rodrigo Janot (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Senador Edson Lobão faz pronunciamento para se defender da inclusão de seu nome na lista do procurador Rodrigo Janot (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil) (Foto: Leonardo Lucena)

Blog Marrapá - Alvo de uma dúzia de inquéritos no Supremo Tribunal Federal, no âmbito da Operação Lava Jato e relacionadas a corrupção na Eletrobrás e Petrobras, o senador maranhense Edison Lobão (PMDB) diz ser candidato à reeleição no ano que vem, queira ou não o clã Sarney.

O senador, alcunhado na lista da Odebrecht de “Sonlo” e “Esquálido”, também não abre mão de ter o filho como herdeiro do seu mandato na primeira suplência. Recém-delatado pelo doleiro Lúcio Funaro, Edinho Lobão (PMDB) pode necessitar da prerrogativa de foro a qualquer momento.

Não está descartada, porém, uma candidatura de Lobão para a Câmara Federal, caso ele perca a disputa interna do grupo Sarney e seja obrigado a abdicar da reeleição em favor do ministro do Meio Ambiente Sarney Filho (PV).

Neste caso, Lobão assumiria as bases negociadas pelo advogado Marcio Coutinho, do PRTB, que há quase dois anos tem firmado acordos com prefeitos e grupos políticos do interior em troca de apoio para sua pretensa eleição de deputado federal.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247