Roseana se solidariza com vítimas de violência no MA

Em pronunciamento, a governadora repudiou os atos que culminaram no incêndio de quatro ônibus por bandidos armados na última sexta-feira e lamentou a morte da menina Ana Clara Santos Sousa, de 6 anos; “Da parte do governo, não faltarão força e determinação para enfrentar os criminosos e manter a paz e a tranquilidade”, disse

Em pronunciamento, a governadora repudiou os atos que culminaram no incêndio de quatro ônibus por bandidos armados na última sexta-feira e lamentou a morte da menina Ana Clara Santos Sousa, de 6 anos; “Da parte do governo, não faltarão força e determinação para enfrentar os criminosos e manter a paz e a tranquilidade”, disse
Em pronunciamento, a governadora repudiou os atos que culminaram no incêndio de quatro ônibus por bandidos armados na última sexta-feira e lamentou a morte da menina Ana Clara Santos Sousa, de 6 anos; “Da parte do governo, não faltarão força e determinação para enfrentar os criminosos e manter a paz e a tranquilidade”, disse (Foto: Roberta Namour)

Paulo Victor Chagas
Repórter da Agência Brasil
Brasília – A governadora do Maranhão, Roseana Sarney, lamentou nesta noite a morte da menina Ana Clara Santos Sousa, de 6 anos, que teve 95% do corpo queimados durante ataque a um ônibus em São Luís. Em pronunciamento, a governadora repudiou os atos que culminaram no incêndio de quatro ônibus por bandidos armados na última sexta-feira (3). Mais quatro vítimas continuam internadas em hospitais da capital maranhense.

“Quero externar a minha dor pela morte da menina Ana Clara e transmitir a minha solidariedade aos seus familiares, em especial à sua mãe e irmãzinha de 1 ano, feridas no mesmo ataque criminoso”, disse Roseana Sarney, de acordo com nota divulgada pela assessoria de imprensa do estado.

Autoridades estaduais acreditam que os ataques a ônibus e delegacias de polícia são uma resposta dos criminosos às mudanças impostas pela polícia no interior do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde, segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ao menos 60 presos foram assassinados no ano de 2013. Neste ano, dois detentos foram mortos.

A governadora reafirmou a sua determinação em “combater o crime e o tráfico de drogas”, afirmando que as ações da polícia vão continuar. “Da parte do governo, não faltarão força e determinação para enfrentar os criminosos e manter a paz e a tranquilidade”, disse. Hoje, Roseana Sarney aceitou ajuda do Ministério da Justiça para enviar os presos que são líderes das principais facções criminosas a penitenciárias federais.

A governadora disse também que já respondeu solicitação do Ministério Público Federal com informações sobre o sistema carcerário do Maranhão, onde, segundo ela, foram investidos mais de R$ 130 milhões na construção de novos presídios, equipamentos, melhoria e manutenção das unidades existentes.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247