“Roseana só renuncia se houver consenso”

A avaliação da governadora segundo o secretário das Cidades, Hildo Rocha, é que o melhor caminho do grupo seria a eleição indireta de Luis Fernando na Assembleia Legislativa, após a renúncia de Roseana Sarney para disputar uma vaga ao Senado; Rocha afirma que para isso acontecer, sem que haja qualquer tipo de problema, a base teria de aprovar a Resolução Legislativa com a especificação de que apenas o partido pode indicar o seu candidato para a disputa; o problema é que o também peemedebista Arnaldo Melo, presidente da Assembleia, articula a sua candidatura e já conta com o apoio da oposição ao governo 

SÃO LUÍS, MA - 09.01.2014: CRISE/PRESÍDIOS/MARANHÃO - A governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), e o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, concedem entrevista após reunião em que definiram ações para resolver os problemas nos presídios do Esta
SÃO LUÍS, MA - 09.01.2014: CRISE/PRESÍDIOS/MARANHÃO - A governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), e o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, concedem entrevista após reunião em que definiram ações para resolver os problemas nos presídios do Esta (Foto: Itevaldo Junior)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

MARANHÃO 247 - O secretário estadual das Cidades, Hildo Rocha (PMDB), anunciou que a governadora Roseana Sarney (PMDB) só renunciará ao cargo para disputar uma vaga ao Senado, caso haja consenso da base governista na Assembleia em torno da candidatura do secretário de Estado da Infraestrutura, Luis Fernando Silva (PMDB), na eleição indireta.

“Não havendo consenso, Roseana Sarney se manterá no comando do estado até o dia 31 de dezembro deste ano, data em que se encerra o seu mandato”, disse Hildo Rocha. O presidente da Assembleia Legislativa, o também peemedebista Arnaldo Melo articula com os deputados a sua candidatura caso ocorra a eleição indireta. Luis Fernando é pré-candidato ao Governo na eleição de outubro.

Os deputados da oposição capitaneados por Marcelo Tavares (PSB) já declararam voto em Arnaldo Melo caso haja o pleito indireto no Legislativo estadual. Depois que recebeu o apoio dos parlamentares da oposição, o presidente da casa reinstituiu o auxílio-moradia para os deputados.

Segundo Hildo Rocha a avaliação da governadora é que o melhor caminho do grupo seria a eleição de Luis Fernando. Para que isso ocorra, sem que haja qualquer tipo de problema, a base teria de aprovar a Resolução Legislativa (que regulamenta a eleição), com a especificação de que apenas o partido pode indicar o seu candidato para a disputa.

Alguns deputados, entre os quais Arnaldo Melo, ainda resistem ao projeto, querem inserir a inscrição de que os blocos parlamentares também têm essa prerrogativa. Se isso ocorresse, por exemplo, o PMDB poderia indicar Luis Fernando e os blocos poderiam indicar algum outro membro do mesmo partido, dividindo assim a base. E é exatamente isso que quer evitar a liderança do grupo governista.

"Se não houver consenso, Roseana tocará o seu governo normalmente, há muito trabalho em andamento. O plano rodoviário está prestes a ser concluído, os hospitais também. Não haverá problema algum em ela dar continuidade ao que começou", disse Rocha. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email