Rui Costa: Bolsonaro estimula racismo e crimes contra mulheres e gays

O governador da Bahia, Rui Costa, bateu duro em Jair Bolsonaro após uma fala preconceituosa do presidente contra o Nordeste; "Um verdadeiro estímulo ao racismo, à discriminação", afirmou; para o chefe do Executivo baiano, Bolsonaro também estimula a homofobia e a violência contra mulheres; assista à entrevista

Governador Rui Costa e Presidente Jair Bolsonaro
Governador Rui Costa e Presidente Jair Bolsonaro

247 - O governador da Bahia, Rui Costa, bateu duro em Jair Bolsonaro após uma fala preconceituosa do presidente contra o Nordeste. Na semana passada, o chefe do Planalto fez referência aos "governadores de Paraíba" e classificou como "intragáveis" os do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB-MA), e da Paraíba, João Azevêdo (PSB-PB). Segundo o chefe do Executivo baiano, Bolsonaro também "legitima" a homofobia e a violência contra mulheres.

"Meu sentimento é de perplexidade. Nunca imaginei na minha de ter alguém sentado na cadeira de presidente e seus assessores com nível tão baixo, despreparo tão grande, com tampouco compromisso com o País. Tem que ser um estadista. Ele tem de governar para todo o povo brasileiro. São ofensas seguidas ao povo nordestino. Um verdadeiro estímulo ao racismo, à discriminação", afirmou o chefe do Executivo baiano à rádio Metrópole. 

De acordo com o governador, Bolsonaro "não pode estar pregando beligerância, guerra, preconceito". "Isso só faz afundar o nosso País. Infelizmente, o presidente está agredindo constantemente vários segmentos da sociedade brasileira e os nordestinos em particular têm sido agredidos sucessivas vezes", complementou.

"Os governadores estão conseguindo diminuir significativamente a violência no Nordeste. Mas o que cresceu foi a violência contra as mulheres. Isso é legitimado pelo condutor principal da nação. Cresceu a violência homofóbica. Isso é legitimado (por Bolsonaro)". 

Conheça a TV 247

Mais de Nordeste

Ao vivo na TV 247 Youtube 247