“Se o estupro é inevitável, relaxa e goza”, diz professor de medicina durante aula; ouça

Médico ortopedista e professor da faculdade Estácio de Sá de Juazeiro, Samir Samaan filho foi questionado pelos próprios alunos pela declaração e disparou: "Quem escutou, escutou. Deixa pra lá"

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - A pandemia do coronavírus forçou a intensificação das aulas online em escolas e faculdades e, dentro do novo formato, têm se observado cada vez mais comportamentos abusivos que vão desde assédio sexual até apologia ao estupro.

O médico ortopedista Samir Samaan Filho, professor de Medicina na faculdade Estácio de Sá de Juazeiro do Norte (CE), fez uma “piada” sobre estupro também em meio a uma aula online. No início da videoconferência com os alunos, Filho afirmou: “Bora para acabar logo, né? É aquela coisa assim: se estupro é inevitável, relaxa e goza. Para acabar logo e ficar livre logo disso dai”.

Prontamente os alunos o interpelaram sobre a fala. Uma aluna perguntou: “É o que?”. Ao perceber que a “piada” foi infeliz, então, o professor tentou minimizar e se esquivar. “Nada, esqueçam! Quem escutou, escutou; quem não escutou, deixa para lá. Vamos lá”, declarou.

Leia mais na Fórum.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247