‘Terremoto’ acorda moradores de várias cidades da Bahia

Moradores das cidades do recôncavo baiano, como Santo Antônio de Jesus, Amargosa e Muniz Ferreira, relataram fenômeno semelhante a um abalo sísmico ou terremoto, que aconteceu por volta das 7h30 deste domingo

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (Foto: UFRB)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Moradores da região do Recôncavo baiano foram acordados na manhã deste domingo (30) por um fenômeno semelhante a um abalo sísmico. Há relatos de residentes das cidades de Santo Antônio de Jesus, Amargosa e Muniz Ferreira. A reportagem é do jornal Correio 24 horas.

Os tremores ocorreram por volta das 7h30. "Tudo na minha casa tremeu. Foi rápido, durou uns dois segundos, mas de início foi uma sensação ruim. Nós, de Muniz Ferreira, nunca presenciamos uma coisa dessas, então ficamos preocupados. Me falaram também de tremores em Nazaré, Santo Antônio de Jesus, Amargosa, Sapaeçu, mas ainda não sabemos a origem disso", contou o estudante Kaylan Anibal, 19 anos.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247