TRE-PE proíbe atos de campanha com aglomeração nos 184 municípios pernambucanos

Determinação do TRE-PE suspendeu todos os atos presenciais de campanha que possam causar aglomerações como forma de conter o aumento dos casos de Covid-19

TSE/Divulgação
TSE/Divulgação (Foto: TSE/Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) determinou a suspensão de todos os atos presenciais de campanha nos 184 municípios do Estado como forma de conter o aumento dos casos de Covid-19. A determinação da Justiça Eleitoral suspende a realização de "bandeiraços", passeatas, caminhadas, carreatas, confraternizações, ações para a arrecadação de recursos , além da realização de eventos do tipo drive-thru.

Segundo o diretor-geral do TRE-PE, Orson Lemos, a decisão do presidente do órgão, desembargador Frederico Neves, “ponderou o compromisso com a saúde e a vida de todos os cidadãos e cidadãs pernambucanas e as reiteradas manifestações populares em desrespeito às ordens sanitárias do estado, onde as aglomerações têm sido gigantescas”. 

Em entrevista ao G1 Pernambuco, Lemos ressaltou que “não são todos os atos presenciais que estão proibidos, e sim atos de grande aglomeração, em desrespeito ao decreto”. 

Nesta quinta-feira (29), Pernambuco registrou 161.740 casos de contaminação e 8.599 mortes pela Covid-19. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247