Túlio Gadelha denuncia: campanha de João Campos tentou comprar o seu silêncio no segundo turno

Deputado do PDT revela mais uma baixaria: o PSB quis pagar por sua neutralidade. "Me senti testemunha de um crime", disse o parlamentar, que declarou apoio a Marília Arraes, do PT

Deputado Túlio Gadêlha retira candidatura para Prefeitura de Recife (Pernambuco)
Deputado Túlio Gadêlha retira candidatura para Prefeitura de Recife (Pernambuco) (Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O deputado Túlio Gadelha (PDT-PE) fez uma acusação gravíssima em seu twitter: a de que a campanha do PSB em Recife, em torno de João Campos, tentou comprar o seu silêncio no segundo turno. "Meu chefe de gabinete foi procurado pela coordenação da campanha do PSB no Recife. Disse que eles estavam querendo 'negociar o meu silêncio' nesse segundo turno. Dá pra acreditar?! Me senti testemunha de um crime. Crime mesmo foi o que eles fizeram nesses últimos anos no Recife", postou Gadelha, em seu twitter.

Gadelha declarou apoio a Marília Arraes, do PT, e abriu uma crise interna no PDT, uma vez que Ciro Gomes, presidenciável pelo partido foi ao Recife para declarar apoio a João Campos. O objetivo de Ciro é atrair o apoio do PSB para seu projeto presidencial, mas Gadelha se desgarrou e é possível até que saia do PDT.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247