79,1% dos cariocas são favoráveis ao impeachment de Witzel, diz pesquisa

Levantamento do Instituto Paraná Pesquisas aponta que quase 80% cariocas são favoráveis ao impeachment do governador Wilson Witzel (PSC), afastado do cargo após denúncias de corrupção na área da saúde

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel
O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (Foto: Eliane Carvalho/Governo do RJ/Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Um estudo elaborado pelo Instituto Paraná Pesquisas aponta que 79,1% dos cariocas são favoráveis ao impeachment do governador Wilson Witzel (PSC), afastado do cargo por uma decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) em função de denúncias de corrupção na área da saúde. O futuro político de Witzel depende do resultado de um processo de impeachment que será definido pela Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). 

Segundo a pesquisa, somente 14,5% dos entrevistados se posicionaram de forma contrária à cassação. Outros 6,4% não souberam ou não quiseram responder ao questionário. Os maiores índices dos que afirmam ser favoráveis ao afastamento definitivo de Witzel, estão entre homens (82,6%) e pessoas com idades entre 25 a 34 anos (81,5%).  Entre os que se dizem contrários ao impeachment, estão as mulheres (16,4%) e  pessoas com idades entre 60 anos ou mais (15,4%). 

A pesquisa ouviu 1.226 moradores do Rio de Janeiro entre os dias 1 e 3 de setembro. O grau de confiança, de acordo com o Paraná Pesquisas, é de 95% e a margem de erro é de 3% para mais ou menos.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email