Acelera a produção automobilística no RJ

Plo automotivo, prximo a divisa com So Paulo, ganhar mais investimentos privados; Citroen (acima), uma das empresas que pretende aumentar a produo.

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

A poucos minutos da divisa com São Paulo, o polo automotivo do sul do Estado do Rio de Janeiro vem atraindo investimentos bilionários. Quarto maior produtor de veículos do Brasil, posto que atingiu em 2010 após ultrapassar Rio Grande do Sul e Bahia, o Rio se prepara para mais um salto e pode tomar do Paraná o terceiro lugar entre os maiores fabricantes - depois de São Paulo e Minas Gerais.

O fôlego para isso deve vir principalmente de um potencial investimento da Nissan na construção de uma fábrica em Resende, que pode chegar aos R$ 2 bilhões. A decisão foi tomada recentemente, garantem fontes ligadas às negociações. O plano da empresa é começar as obras em março do ano que vem e iniciar a produção em 2013. A capacidade será de 200 mil veículos por ano. A empresa, porém, não confirma as informações.

A escolha do Rio em detrimento do Paraná, onde a Nissan já tem uma fábrica, teria contado com um empurrão dos sindicalistas, apontam executivos do setor. A queda de braço entre as companhias e representantes dos trabalhadores do Estado sulino por aumentos bem acima da inflação teria influenciado a Nissan a optar pelo Rio.

O aporte esperado da Nissan, ao lado de novos investimentos que a PSA Peugeot Citroën e a MAN/Volkswagen Ônibus e Caminhões pretendem fazer na região, anima o governo do Rio, que já fala em "ABC fluminense", numa referência ao ABC paulista, berço da indústria automobilística nacional. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email