Acusado de "fura fila", Carlos Bolsonaro nega ter tomado vacina e promove remédio sem eficácia

Com grosseria, o vereador negou o boato pelo Twitter: "a única coisa que devo ter furado deve ter sido a mãe de quem divulga mais uma fake news"

Carlos Bolsonaro.
Carlos Bolsonaro. (Foto: Carlos Bolsonaro)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) foi acusado nesta sexta-feira (22) de ter recebido a vacina contra Covid-19 e, assim, ter furado a fila da vacinação. 

O boato começou por um perfil que não existe mais e que levava o nome de "Jornalista Mauro Cerullo". Ele escreveu que o vereador "furou a fila" e se vacinou no Rio. A hashtag #CarluxoFuraFila apareceu entre os trending topics nesta manhã.

Pelo Twitter, e com a grosseria que lhe é peculiar, Carlos alegou que não recebeu o imunizante. Ele ainda aproveitou o momento para fazer propaganda de um remédio sem eficácia cientificamente comprovada contra o coronavírus. "A única coisa que devo ter furado deve ter sido a mãe de quem divulga mais uma fake news de nível global e diária! A escória não vive sem mentir e manipular! Não tomei vacina alguma! Ivermectina quando e se um dia necessário para o tratamento adequado! Bom dia a todos!", escreveu.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email