Alckmin vira réu por caixa 2, corrupção e lavagem de dinheiro

Justiça Eleitoral aceita denúncia feita pelo Ministério Público de São Paulo. Tucano é acusado de receber R$ 11,3 milhões da Odebrecht durante as campanhas de 2010 e 2014 ao governo do estado de São Paulo

www.brasil247.com - Geraldo Alckmin
Geraldo Alckmin (Foto: Governo do Estado de São Paulo)


247 - A Justiça Eleitoral aceitou denúncia do Ministério Público de São Paulo contra o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB), que virou réu por caixa 2, corrupção e lavagem de dinheiro.

A denúncia foi aceita pelo juiz Marco Antonio Martin Vargas, titular da 1ª Zona Eleitoral da capital. Para ele, a denúncia tem “indícios suficientes de materialidade” dos crimes e de suas autorias.

A denúncia do Ministério Público aponta que Alckmin recebeu R$ 11,3 milhões da Odebrecht, durante as campanhas eleitorais de 2010 e 2014 ao governo do estado de São Paulo pelo PSDB. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ela tem como base depoimentos de três delatores da empresa. Segundo o MP, Alckmin recebeu os recursos sob o uso de diversos codinomes, como “pastel”, “pudim” e “bolero”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email