Aldo Rebelo: 'foi um grave erro o TSE convocar as Forças Armadas'

"Essa comédia de erros começa com o TSE e encontra um coadjuvante à altura, que é a Defesa", afirmou o ex-ministro e candidato ao Senado pelo PDT-SP

www.brasil247.com - Aldo Rebelo
Aldo Rebelo (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)


247 - Ex-ministro da Defesa, do Esporte e da Ciência e Tecnologia, no governo Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010), o candidato ao Senado pelo estado de São Paulo Aldo Rebelo (PDT) afirmou que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) errou ao convocar as Forças Armadas para participar de um grupo com o objetivo de esclarecer dúvidas sobre o sistema eleitoral brasileiro. 

"Por que o TSE foi convidar as Forças Armadas para se meter em um assunto que não é da sua esfera? Isso nunca foi assunto do Executivo. O primeiro grave erro foi o TSE convocar as Forças Armadas. Além de convocar ainda pediu um parecer. Por que colocou o Exército no meio do debate? Se você convidar o Ministério da Defesa está convidando o presidente da República, que é um desafeto da urna eletrônica. Essa comédia de erros começa com o TSE e encontra um coadjuvante à altura, que é a Defesa", disse Rebelo em entrevista publicada nesta sexta-feira (12) pelo jornal O Estado de S.Paulo.

O ex-ministro disse que não vê risco de golpe no País. "Não vejo, sinceramente. Quem está interessado em dar um golpe no Brasil? As Forças Armadas? Os meios empresariais? A mídia? A CNBB? A Embaixada Americana? Estou falando de quem apoiou o golpe de 1964. Nenhum deles apoia hoje".

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email