Anna Carolina, de 8 anos, é a primeira criança assassinada por bala perdida no RJ em 2020

A menina Anna Carolina de Souza Neves, de oito anos, levou uma bala perdida quando estava no sofá de casa, na Baixada Fluminense. Em 2019, 112 jovens até 12 anos foram baleados no Grande Rio

Ana Carolina Neves, vítima de bala perdida
Ana Carolina Neves, vítima de bala perdida (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A menina Anna Carolina de Souza Neves, de oito anos, foi assassinada na madrugada desta sexta-feira (10) quando estava no sofá de casa, no bairro Parque Esperança, no município de Belford Roxo, na Baixada Fluminense. De acordo com reportagem de Guilherme Santos e Isabella Vilela, da TV Globo, familiares acionaram policiais, que ajudaram no deslocamento para o Hospital de Saracuruna. Mas ela não resistiu aos ferimentos. Não há registros de operação policial no local.

Em 2019, 112 jovens até 12 anos foram baleados no Grande Rio. Destes, 60 morreram, apontou o aplicativo Fogo Cruzado, que monitora os tiroteios no Rio de Janeiro.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247