Após incêndio em UPP, polícia prende dois no Rio

Duas pessoas foram presas após um incêndio na UPP Camarista Méier e três ônibus serem incendiados no domingo (23), na Zona Norte do Rio; No mesmo local, uma menina de sete anos foi ferida com um tiro de raspão o que motivou um protesto na comunidade de Cachoeira Grande, no Complexo de Lins

A UPP Camarista terá três bases avançadas
A UPP Camarista terá três bases avançadas (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Rio 247 – Duas pessoas foram presas, nesta segunda-feira (24), após um incêndio na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Camarista Méier e três ônibus serem incendiados no domingo (23), na Zona Norte do Rio. No mesmo local, uma menina de sete anos foi ferida com um tiro de raspão o que motivou um protesto na comunidade de Cachoeira Grande, no Complexo de Lins.

Segundo informações do Portal Terra, os policiais foram acionados para conter a manifestação na entrada do Morro do Gambá. Dois rapazes identificados como Deivid Alexandre Dias de Almeida, 24 anos, o DV, e Rogério da Silva Araújo, 26, agrediram policiais e acabaram sendo presos. Dois PMs também foram feridos e levados para o Hospital Salgado Filho.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email