Assassinos de jornalista continuam impunes no Rio

A Polícia Civil divulgou imagens do assassinato do jornalista Pedro Palma, de 47 anos, em Governador Portela, distrito de Miguel Pereira, localizado no sul do Rio, ocorrido em fevereiro deste ano; as imagens mostram Pedro descendo do carro; momentos depois, dois homens em uma moto se aproximam do veículo; um deles desce e dispara contra o jornalista; ninguém foi preso até o momento

A Polícia Civil divulgou imagens do assassinato do jornalista Pedro Palma, de 47 anos, em Governador Portela, distrito de Miguel Pereira, localizado no sul do Rio, ocorrido em fevereiro deste ano; as imagens mostram Pedro descendo do carro; momentos depois, dois homens em uma moto se aproximam do veículo; um deles desce e dispara contra o jornalista; ninguém foi preso até o momento
A Polícia Civil divulgou imagens do assassinato do jornalista Pedro Palma, de 47 anos, em Governador Portela, distrito de Miguel Pereira, localizado no sul do Rio, ocorrido em fevereiro deste ano; as imagens mostram Pedro descendo do carro; momentos depois, dois homens em uma moto se aproximam do veículo; um deles desce e dispara contra o jornalista; ninguém foi preso até o momento (Foto: Leonardo Lucena)

Portal da Imprensa - A Polícia Civil divulgou na última terça-feira (15/4) imagens do assassinato do jornalista Pedro Palma, de 47 anos, em Governador Portela, distrito de Miguel Pereira, localizado no sul do Rio de Janeiro, ocorrido em 13 de fevereiro deste ano.

As imagens mostram Pedro descendo do carro. Momentos depois, dois homens em uma moto se aproximam do veículo. Um deles desce e dispara contra o jornalista. Ninguém foi preso até o momento. 
 
Segundo o G1, a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense alegou que não pode divulgar detalhes da apuração para não prejudicar o andamento do caso. A polícia ainda investiga as motivações do crime e se a atuação profissional de Palma ocasionou o assassinato. 
 
Pedro Palma era dono do jornal Panorama Regional, que circula em dez municípios do Centro-Sul Fluminense. Nos últimos cinco meses, a publicação passou a denunciar casos de corrupção, desvio de verba e falta de repasses de dinheiro público, envolvendo principalmente o prefeito Cláudio Valente (PT) e a primeira-dama e secretária de Desenvolvimento Social, Kátia Kozlowski.
 

Conheça a TV 247

Mais de Sudeste

Ao vivo na TV 247 Youtube 247