Associação de PMs e Bombeiros recomenda cancelamento de Réveillon no Rio

Associação de Oficiais Militares Ativos e Inativos da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro (Aomai) recomendou, por meio de uma carta aberta ao governador Luiz Fernando Pezão e ao prefeito Eduardo Paes "o cancelamento dos shows artísticos e pirotécnicos no município do Rio de Janeiro" na virada do ano; para a associação, existe o risco de manifestações "que pela amplitude e quantidade de pessoas envolvidas poderão tomar proporções violentas e atentatórias a integridade da população presente" aos eventos

Réveillon 2014 | Copacabana - Foto: Fernando Maia | Riotur
Réveillon 2014 | Copacabana - Foto: Fernando Maia | Riotur (Foto: Paulo Emílio)

247 - A Associação de Oficiais Militares Ativos e Inativos da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro (Aomai) recomendou, por meio de uma carta aberta ao governador Luiz Fernando Pezão e ao prefeito Eduardo Paes "o cancelamento dos shows artísticos e pirotécnicos no município do Rio de Janeiro" na virada do ano.

Segundo a associação, existe o risco de manifestações "que pela amplitude e quantidade de pessoas envolvidas poderão tomar proporções violentas e atentatórias a integridade da população presente" aos eventos, em especial na tradicional comemoração na Praia de Copacabana, na Zona Sul.

No documento, a Aomai ressalta que a crise politica e financeira atual — que tem ocasionado sérios prejuízos financeiros aos servidores públicos e militares — pode resultar em manifestações contrárias ao Governo do Estado, como as que vêm ocorrendo há cerca de um ano. A entidade destaca que situações parecidas foram verificadas durante a realização da Copa do Mundo, no Rio.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247