Bancários em greve vão servir sopão da miséria durante protesto no Rio

Eles reivindicam melhores salrios, maior participao nos lucros e mais segurana no trabalho

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Rio de Janeiro - No quarto dia da greve nacional dos bancários, representantes da categoria no Rio de Janeiro decidiram protestar de uma forma diferente para chamar a atenção das instituições financeiras. O movimento oferece hoje (30), na hora do almoço, no centro da cidade, o sopão da miséria. A comida será servida à população em uma tenda montada em frente a uma agência bancária.

Até agora, segundo o Sindicato dos Bancários do Rio, das 800 agências na capital fluminense, 375 estão fechadas, sendo a maioria no centro. Para o presidente da entidade, Almir Aguiar, a manifestação desta sexta-feira, além de defender interesses dos bancários, tem um cunho social.

“A ideia é essa, uma visão social do protesto, e essa alusão aos banqueiros. A gente entende que eles deveriam ter uma participação maior na sociedade no sentido de acabar mesmo com a miséria no Brasil”, disse.

Os grevistas fazem assembleia às 17h30, no auditório do sindicato, no centro do Rio, para avaliar o movimento.

Os bancários de todo o país reivindicam, principalmente, reajuste salarial de 12,8%, maior participação nos lucros e mais segurança no trabalho. Os banqueiros oferecem reajuste de 7,8%.

Em nota, a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) informou que continua disposta a negociar com o comando da greve, "visando a uma proposta que leve à construção de um acordo" para encerrar a paralisação. A Fenaban também orientou a população a pagar suas contas em casas lotéricas, supermercados, agências dos correios, em caixas eletrônicos e pela internet.

 

 

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247