Benedita da Silva: insanidade de Bolsonaro contra os negros é inadmissível

"É inadmissível que um deputado federal que foi eleito pelo estão do Rio de Janeiro venha dizer que nós negros não servimos nem para procriação, que ele encontrou nos quilombolas um sujeito que tinham não sei quantas arrobas. É desse jeito que um deputado federal, falando para uma comunidade judaica, que tem um histórico de discriminação, de genocídio, uma insanidade dessa", disse a deputada Benedita da Silva (PT-RJ) em vídeo; ela e deputados do PT protocolaram na PGR pedido de investigação contra o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) elo crime de racismo

"É inadmissível que um deputado federal que foi eleito pelo estão do Rio de Janeiro venha dizer que nós negros não servimos nem para procriação, que ele encontrou nos quilombolas um sujeito que tinham não sei quantas arrobas. É desse jeito que um deputado federal, falando para uma comunidade judaica, que tem um histórico de discriminação, de genocídio, uma insanidade dessa", disse a deputada Benedita da Silva (PT-RJ) em vídeo; ela e deputados do PT protocolaram na PGR pedido de investigação contra o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) elo crime de racismo
"É inadmissível que um deputado federal que foi eleito pelo estão do Rio de Janeiro venha dizer que nós negros não servimos nem para procriação, que ele encontrou nos quilombolas um sujeito que tinham não sei quantas arrobas. É desse jeito que um deputado federal, falando para uma comunidade judaica, que tem um histórico de discriminação, de genocídio, uma insanidade dessa", disse a deputada Benedita da Silva (PT-RJ) em vídeo; ela e deputados do PT protocolaram na PGR pedido de investigação contra o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) elo crime de racismo (Foto: Aquiles Lins)

Rio 247 - Em vídeo gravado com a deputada Maria do Rosário (PT-RS), a deputada Benedita da Silva (PT-RJ) voltou a criticar as declarações racistas proferidas pelo deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) durante palestra no clube Hebraica do Rio (leia aqui). 

“Eu quero dizer para vocês que são os braços negros e fortes brasileiros que não só contribuíram, mas construíram a riqueza deste país. Os donos da casa grande querem tomar posse novamente. Nós já saímos da senzala", disse a deputada.

"É inadmissível que um deputado federal que foi eleito pelo estão do Rio de Janeiro venha dizer que nós negros não servimos nem para procriação, que ele encontrou nos quilombolas um sujeito que tinham não sei quantas arrobas. É desse jeito que um deputado federal, falando para uma comunidade judaica, que tem um histórico de discriminação, de genocídio, uma insanidade dessa", acrescentou.

Liderados pela deputada Benedita, parlamentares do PT foram à Procuradoria Geral da República nesta quinta-feira 6 protocolar um pedido de investigação contra Bolsonaro (PSC-RJ) por racismo. A Coordenação Nacional das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (Conaq) e a organização Terra de Direitos também protocolaram ação contra Bolsonaro na PGR (leia mais). 

Conheça a TV 247

Mais de Sudeste

Ao vivo na TV 247 Youtube 247