Boulos empata com Russomano e tem chances reais de passar para o segundo turno

Russomano está derretendo e Boulos crescendo forte em São Paulo. O candidato de Bolsonaro caiu cinco pontos percentuais em apenas uma semana e agora tem 22%, segundo pesquisa do Ipespe. Boulos saltou para 16% e agora estão tecnicamente empatados. Tatto está crescendo

Guilherme Boulos e Celso Russomanno
Guilherme Boulos e Celso Russomanno (Foto: Reprodução/Facebook)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Russomano derrete, Boulos cresce e agora estão empatados, com o candidato do PSOL à Prefeitura de São Paulo com chances reais de ir ao segundo turno contra o atual prefeito, Bruno Covas (PSDB). O cenário da disputa eleitoral em São Paulo está acelerando as tendências verificadas desde a metade de outubro. O candidato do Republicanos à Prefeitura de São Paulo, Celso Russomanno, caiu cinco pontos percentuais em uma semana segundo pesquisa XP-Ipespe divulgada nesta quinta-feira (29) pelo Valor - você pode ver a íntegra da pesquisa aqui.

Em queda acelerada, Russomano tem agora 22% das intenções de voto, a posição mais baixa desde o início das pesquisas do Ipespe, em 29 de setembro. Guilherme Boulos (PSOL) está subindo forte e agora tem 16%, com um empate técnico com Russomano -margem de erro da pesquisa é de 3,5 pontos percentuais. Boulos pode estar com 19,5% no limite da margem de erro; Russomano, com 18,5%.

Jilmar Tatto (PT) também está crescendo e chegou a 5%, indicando que a esquerda está se tornando o pólo mais dinâmico da disputa 

Até uma semana atrás, o candidato do Republicanos, apoiado por Bolsonaro, estava na liderança, com 27%, em empate técnico com o prefeito Bruno Covas (PSDB), que tinha 25%. Bruno assume agora a dianteira, com 27%. O candidato do PSB, Márcio França, estacionou na faixa dos 9%.

Na pesquisa espontânea, Boulos está um ponto percentual acima de Russomano, 13% a 12%. Covas tem 20%. 

Com o crescimento de Boulos, a adesão de setores da sociedade à sua candidatura tem se encorpado. Nesta quarta-feira, mais de 140 ativistas, pesquisadores e profissionais da área de direitos direitos humanos divulgaram  manifesto de apoio à sua candidatura.

O documento reúne nomes como o do ex-secretário Paulo Sérgio Pinheiro, da ex-procuradora federal Deborah Duprat, do ex-secretário Nacional de Segurança Pública Luiz Eduardo Soares, da desembargadora aposentada Kenarik Boujikian e do ex-secretário-executivo da Comissão Interamericana de Direitos Humanos Paulo Abrão, 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247