Cabral coloca modelo de quartéis da PM em xeque

Em cerimnia de formao de novos policiais, governador adianta plano de remodelar todos os quartis da PM no Rio; muitos sero extintos; ideia ter mais polcia nas ruas; "este conceito (de quartis tradicionais) est equivocado"



247 - Na manhã desta quinta-feira (27), o governador Sérgio Cabral informou, após a formatura de novos policiais militares, em Sulacap, Zona Oeste do Rio, que a Secretaria da Casa Civil, em conjunto com a Secretaria de Segurança e o comando da Polícia Militar, desenvolve um programa de remodelação das instalações da corporação a partir da revisão do conceito de aquartelamento vigente na instituição. Segundo Cabral, o objetivo é ter menos policiais nos quartéis. 

O início do programa começa pelo Quartel Central, no Centro do Rio, e pelos batalhões de Botafogo e Tijuca. As outras unidades serão implantadas até 2014. 

- Este conceito é completamente equivocado. É um conceito que tem 200 anos e que vai ser todo modificado. Nenhuma cidade do mundo, Nova York, Paris, Madri, Roma, tem esse conceito de quartel, mas de polícia ostensiva, de polícia nas ruas, de logística. Ninguém garante a ordem pública dentro de quartel. Este conceito vale para as Forças Armadas, cujas tropas ficam aquarteladas porque não é função delas garantir a segurança externa - argumentou Cabral. 

A data para o início das primeiras ações ainda não está definida, mas o governador admitiu que o planejamento está na reta final e que os recursos necessários também já estão assegurados.

 

 

 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email