Cães farejadores localizam maconha, cocaína e crack no batalhão mais letal da PM de São Paulo

Os cães também localizaram uma espingarda, cartuchos calibre 12, granadas, réplicas de pistola, celulares e balanças de precisão

Formatura de Soldados da PM no Sambódromo do Anhembi. 27/05/2015
Formatura de Soldados da PM no Sambódromo do Anhembi. 27/05/2015 (Foto: Du Amorim/A2FOTOGRAFIA)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Cães farejadores Dara e Find localizaram maconha, cocaína, crack, armamentos e munições no 2º Baep (Batalhão de Ações Especiais de Polícia), em Santos, no litoral norte de São Paulo. 

A Corregedoria da Polícia Militar de São Paulo (PM-SP) informou que, de maconha, foram encontrados 307 pacotes, 50 potes de acrílico e um saco da droga com 1,252 kg. De cocaína, foram confiscados 814 pinos, 34 pacotes e 14 sacos com 8,6 kg do entorpecente. Já de crack os PMs dizem ter flagrado 1.202 pedras, que pesavam 400 gramas.

Os cães também localizaram uma espingarda, cartuchos calibre 12, granadas, réplicas de pistola, celulares e balanças de precisão.

PUBLICIDADE

Pelo menos até 2019, o Baep de Santos era o mais letal do estado. Levantamento da Ouvidoria mostra que, entre janeiro e novembro daquele ano, policiais do batalhão haviam matado 27 pessoas. 

A assessoria de imprensa da PM-SP afirmou que as ações de fiscalização são "rotineiras" e visam separar "poucos maus policiais militares da esmagadora maioria daqueles que cumprem seu deveres com absoluta devoção". 

PUBLICIDADE

"No intuito de fortalecimento da disciplina e visando o controle interno, as dependências do 2º Baep foram vistoriadas com cães farejadores, sendo localizada significativa quantidade de entorpecentes diversos e outros materiais proibidos. Embora a operação ainda esteja em andamento, eventuais irregularidades encontradas serão documentadas e os que as cometerem serão responsabilizados no rigor da lei", disse a PM em nota. (Com informações do UOL). 

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email