Caminhoneiros fecham a Paulista contra quarentena e dizem que só deixam local após renúncia de Doria

Dezenas de caminhoneiros apoiadores de Jair Bolsonaro estão ocuparando nesta tarde as duas faixas da avenida Paulista em protesto contra a quarentena, estendida pelo governador João Doria. Eles pedem a renúncia de Dória e a reabertura da economia

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Um grupo de cerca de 30 caminhoneiros realizou na tarde desta segunda-feira (11) uma carreata para protestar contra o rodízio ampliado de veículos e a prrogação das medidas de isolamento social determinadas pelo governo de São Paulo. 

Os caminhoneiros saíram de Barueri, na Grande São Paulo, e percorreram as marginais e outras vias importantes da capital paulista. O grupo fez buzinaço na Avenida Rebouças, perto de três hospitais: Incor, Hospital das Clínicas e Emílio Ribas. Agora, ocupam a Avenida Paulista.

Segundo os representantes da categoria dos caminhoneiros, a ampliação do rodízio e a extensão da quarentena atrapalha o trabalha deles.

Assista a vídeos da manifestação:


O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247