Cavendish e Cachoeira têm cabelos raspados em Bangu

Fernando Cavendish, Cláudio Abreu, Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, e Marcelo Abub foram submetidos às regras de identificação do sistema penitenciário de Bangu, nesta segunda (4); eles tiveram os cabelos cortados e foram fotografados usando os uniformes de presidiários; detidos na Operação Saqueador, os quatro tiveram a prisão preventiva em regime fechado convertida em prisão domiciliar, por decisão do Tribunal Regional Federal, mas por falta de tornozeleiras eletrônicas permanecem no presídio

Fernando Cavendish, Cláudio Abreu, Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, e Marcelo Abub foram submetidos às regras de identificação do sistema penitenciário de Bangu, nesta segunda (4); eles tiveram os cabelos cortados e foram fotografados usando os uniformes de presidiários; detidos na Operação Saqueador, os quatro tiveram a prisão preventiva em regime fechado convertida em prisão domiciliar, por decisão do Tribunal Regional Federal, mas por falta de tornozeleiras eletrônicas permanecem no presídio
Fernando Cavendish, Cláudio Abreu, Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, e Marcelo Abub foram submetidos às regras de identificação do sistema penitenciário de Bangu, nesta segunda (4); eles tiveram os cabelos cortados e foram fotografados usando os uniformes de presidiários; detidos na Operação Saqueador, os quatro tiveram a prisão preventiva em regime fechado convertida em prisão domiciliar, por decisão do Tribunal Regional Federal, mas por falta de tornozeleiras eletrônicas permanecem no presídio (Foto: Valter Lima)

247 - Fernando Cavendish, Cláudio Abreu, Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, e Marcelo Abub foram submetidos às regras de identificação do sistema penitenciário de Bangu, nesta segunda-feira (4). Eles tiveram os cabelos cortados e foram fotografados usando os uniformes de presidiários.

Detidos na Operação Saqueador, os quatro tiveram a prisão preventiva em regime fechado convertida em prisão domiciliar, por decisão do Tribunal Regional Federal, mas por falta de tornozeleiras eletrônicas permanecem no presídio Bangu 8, no Complexo Penitenciário de Gericinó. Diante do impasse, a defesa de Cachoeira estuda comprar uma tornozeleira para soltá-lo.

Eles são acusados de integrar esquema que desviou R$ 370 milhões de obras públicas feitas pela Delta. No sábado, eles foram transferidos do presídio Ary Franco, em Água Santa, para Bangu 8, porque comprovaram ter diploma de curso superior. Cavendish e Assad são formados em Engenharia, e Cachoeira, em Administração.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247