Chateado com derrota, Vasco inicia Taça Rio em casa

J o Fluminense poupa os titulares diante do Resende; no Flamengo, Joel Santana acumula desfalques para enfrentar o Boavista

A ordem é não se abater e valorizar a boa campanha na Taça Guanabara (primeiro turno do Campeonato Carioca). Depois da única derrota do Vasco na competição, justamente na final contra o Fluminense (3 a 1, no último domingo), os jogadores ainda mostravam-se chateados nesta terça-feira. O técnico Cristóvão Borges tratou de animar o grupo e motivá-lo para a estreia na Taça Rio (segundo turno do Estadual), nesta quarta, às 19h30, contra o Bonsucesso, no estádio de São Januário.

“Nosso time é acostumado a ganhar e, quando perde uma decisão, fica engasgado. Por isso, esse é o tempo que se dá para refletir. Organizamos nossos pensamentos e vamos reagir”, disse Cristóvão Borges, que garantiu a participação do time titular.

Apesar do desgaste físico e emocional do clássico contra os tricolores, o treinador decidiu que só vai poupar a equipe principal no próximo sábado contra o Olaria. Na próxima terça, dia 6, há confronto capital contra o Alianza Lima (Peru), pela segunda rodada do Grupo 5 da Copa Libertadores. No primeiro desafio, derrota para o Nacional (Uruguai) no Rio de Janeiro, no último dia 8.

“Vamos usar o fim de semana para trabalhar a equipe (titular). Portanto, vamos tratar a partida de amanhã (quarta) com muita seriedade, buscar a vitória e nos preparar melhor pensando na Libertadores”, destacou o técnico. “O jogo de amanhã (quarta) é importante para somarmos pontos na Taça Rio, mas a prioridade é a classificação para as oitavas da Libertadores”, frisou o meia Diego Souza.

A ausência é o zagueiro Dedé, que defendeu a seleção brasileira em amistoso contra a Bósnia-Herzegovina, nesta terça, na Suíça. O atacante equatoriano Carlos Tenório e o meia Matías Abelairas vão aparecer no banco de reservas e podem fazer suas estreias pelo Vasco.

No Flamengo, Joel Santana tem desfalques

Depois de assumir o Flamengo em momento turbulento e com um jogo decisivo atrás do outro, o técnico Joel Santana contava com os sete dias para treinos - após a eliminação da Taça Guanabara (primeiro turno do Campeonato Carioca), na última quarta-feira - para ajustar o time para a estreia na Taça Rio (segundo turno do Estadual), nesta quarta, às 22 horas, contra o Boavista, em Macaé, e para a continuidade da Copa Libertadores. Mas o trabalho foi pouco produtivo. Lesões e ausências atrapalharam os planos do treinador.

Ronaldinho Gaúcho, na seleção brasileira, Marcos González, na chilena, Renato, gripado, Leonardo Moura e Airton, machucados. Desfalques que impediram Joel Santana de implementar mudanças táticas na equipe. “A única semana que tive de trabalho não pude colocar o que estava pensando e diversificar”, comentou o técnico rubro-negro. “É assim mesmo, a gente logo acerta”.

Sendo assim, Joel Santana vai buscar alternativas. O jovem Muralha, que não era nem relacionado para o banco de reservas desde a chegada do treinador, retoma uma posição no meio de campo. Ele jogaria ao lado de Airton, mas como o volante fraturou o pé esquerdo e para por dois meses, Willians deve ser mantido no time. Para o lugar de Ronaldinho, entra Botinelli, enquanto Renato deve ser mantido.

Fluminense reserva

Com a Taça Guanabara (primeiro turno do Campeonato Carioca) devidamente lustrada e exposta nas Laranjeiras, o Fluminense inicia a campanha na Taça Rio, nesta quarta-feira, às 17 horas, contra o Resende, em Volta Redonda, convicto de que a qualidade de seu elenco vai lhe permitir lutar pelo título do returno mesmo sem utilizar seus 11 titulares. Na maior parte da caminhada, o técnico Abel Braga vai usar seus suplentes sempre que houver um compromisso pela Copa Libertadores no horizonte.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247