Com internações por covid em alta, governo de São Paulo cogita impor novas restrições

Medo de descontrole da epidemia, com aumento de internações por casos graves, governo do estado e Prefeitura de SP podem aumentar as restrições

João Doria
João Doria (Foto: GOVSP)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Prefeitura de São Paulo e o governo estadual vão decidir em uma reunião antes do anúncio sobre a atualização do Plano São Paulo, no início da tarde desta sexta-feira (8), se a capital paulista vai regredir à fase laranja ou se continua na fase amarela, mas com uma extensão das restrições.

Há um consenso entre os médicos do Centro de Contingência ao Coronavírus, pasta do Estado, e a secretaria municipal de Saúde de que as restrições de quarentena precisam aumentar para que as contaminações por covid-19 estacionem, fazendo com que haja leitos disponíveis daqui a 15 dias, quando parte das pessoas que se infectaram em aglomerações nas festas de final de ano podem desenvolver quadros graves e demandar internações.

Os dados divulgados nesta quinta-feira na cidade corroboram essa decisão. Em apenas um dia, houve aumento de 4% no número de internações em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva), passando de 59% na quarta-feira (6) para 63% na quinta-feira (7), informa o UOL.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email