Com violência, Rio vive baixa histórica em ocupação de hotéis

Em pleno mês de julho, período de férias dos brasileiros, os hotéis da Barra da Tijuca estão com ridículos 8% de ocupação, em média; considerando toda a rede hoteleira do Estado, o percentual é de apenas 30%

Em pleno mês de julho, período de férias dos brasileiros, os hotéis da Barra da Tijuca estão com ridículos 8% de ocupação, em média; considerando toda a rede hoteleira do Estado, o percentual é de apenas 30%
Em pleno mês de julho, período de férias dos brasileiros, os hotéis da Barra da Tijuca estão com ridículos 8% de ocupação, em média; considerando toda a rede hoteleira do Estado, o percentual é de apenas 30% (Foto: Gisele Federicce)

247 - Com a histórica crise econômica no Rio de Janeiro, que tem levado ao colapso serviços básicos para a população, como a saúde, o Rio de Janeiro vive uma drástica baixa ocupação de hotéis.

A crise tem levado a dados lamentáveis na violência no Estado, a ponto de o governo federal interferir na segurança mandando homens do Exército.

Em pleno mês de julho, período de férias dos brasileiros, os hotéis da Barra da Tijuca estão com ridículos 8% de ocupação, em média, segundo o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo.

Considerando toda a rede hoteleira do Estado, o percentual é de apenas 30%. Ou seja, "continua sofrível", como analisa o jornalista.

Conheça a TV 247

Mais de Sudeste

Ao vivo na TV 247 Youtube 247