Confirmada suspeita de caso de febre maculosa, na sede carioca da Suípa

Sede da Sociedade União Internacional Protetora dos Animais, na zona norte do Rio, tem infestação de trasmissor da doença; hospedeiro principal é o carrapato; doença é perigosa e tem com alto grau de mortalidade

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Stephania Mello_247 - Confirmado suspeita de caso de febre maculosa na SUIPA - Sociedade União internacional protetora dos animais, que tem sede na zona norte da cidade do Rio de Janeiro, nesta segunda-feira (14). A informação foi confirmada pela Vigilância Sanitária da Prefeitura, segundo reportagem da Rádio BandNews fluminense. As adoções de animais por meio da entidade estão suspensas.

A pessoa com suspeita de ter a doença está internada no Instituto Oswaldo Cruz, ligado a Fundação Oswaldo Cruz, na zona norte da cidade. Médicos da instituição ainda vão confirmar se o doente está mesmo infectado por febre maculosa, após outros exames.

No local, que possui grande número de animais, já foram detectados quatro casos de morte por causa da doença, em 2011, mas sede não foi fechada porque o órgão considerou que não ocorreram mais casos da doença. Desta vez, as atividades devem ser suspensas para evitar que o transmissor se alastre.

A febre maculosa é considerada doença grave, transmitida principalmente por carrapatos, que usam os animais como hospedeiros. Tem grau de letalidade considerado alto, com mais de 40% dos casos acabam em morte, principalmente pela dificuldade de diagnóstico.

Os sintomas iniciais podem ser confundidos com dengue ou gripo forte; inclui falta de apetite, febre alta, náuseas, vômitos; quando o caso evolui, além da febre alta, pode apresentar dores intensas nas articulações e de cabeça.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247