Conselho Superior da UFJF se posiciona contra o Future-se

Em reunião do Conselho Superior da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), ficou decidido por unanimidade o posicionamento contrário ao projeto Future-se, do governo Federal. O reitor da universidade, Marcus David, pontuou as "incoerências e inconsistências" do projeto

247 - De acordo com o site oficial da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), o Conselho Superior (Consu) da instituição deciciu por rejeitar o Future-se, projeto do governo federal que dá às universidade a função também de captar recursos para cobrir seus gastos. A rejeição ao Future-se foi unânime e contou com o voto do reitor, Marcus David, que falou em incoerências e inconsistências do projeto. 

Além do reitor, também votaram contra o Future-se o coordenador do Sindicato dos Trabalhadores Técnico-administrativos em Educação das Instituições Federais de Ensino no Município de Juiz de Fora (Sintufejuf), Flávio Sereno, o estudante Gabriel Reis Amaral, do Diretório Central dos Estudantes (DCE), professores representantes das faculdades, a vice-reitora, Girlene Alves, o diretor do Instituto de Ciências Biológicas (ICB), a presidente Associação dos Professores de Ensino Superior de Juiz de Fora (Apes), a pró-reitora de Extensão, dentre outros servidores.

As falas foram encerradas e deu-se o encaminhamento de proposta da mesa para a aprovação da rejeição ao projeto Future-se, por meio de elaboração de nota oficial.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247