Corpo de piloto morto em prova da MotoGP chega à Itália

Uma exposio pblica do corpo de Simoncelli est prevista para acontecer nesta quarta-feira na cidade natal do piloto, Coriano;enterro do corredor foi programado para esta quinta



O corpo do italiano Marco Simoncelli, morto tragicamente no último domingo após sofrer grave acidente logo na primeira volta da etapa da Malásia do Mundial de MotoGP, chegou nesta terça-feira à Itália.

O pai de Simoncelli, Paolo, e Valentino Rossi, compatriota do piloto que se envolveu no acidente fatal, estavam a bordo do avião que pousou no Aeroporto Leonardo da Vinci, em Roma. Eles foram recebidos no local pelo presidente do Comitê Olímpico Italiano, Giovanni Petrucci.

Uma exposição pública do corpo de Simoncelli está prevista para acontecer nesta quarta-feira na cidade natal do piloto, Coriano, sendo que o enterro do corredor foi programado para esta quinta.

Simoncelli morreu devido aos graves ferimentos que sofreu na cabeça, no peito e no pescoço depois de perder o controle de sua Honda, chegar a ficar sem o capacete após a queda e ser atropelado por Valentino Rossi e pelo norte-americano Colin Edwards, que vinham logo atrás e não tiveram como evitar o choque.

Rossi, sete vezes campeão mundial, era um bom amigo de Simoncelli e lamentou a morte nesta terça. "Marco era uma estrela e eu nunca vou esquecê-lo", disse Rossi, que usava uma camisa e um chapéu preto durante o desembarque em Roma. "Há muitas lembranças que eu irei guardar. Nós estávamos juntos todos os dias, nós treinávamos juntos e corridas eram a nossa paixão. Nós já sabíamos que isso (a morte de um piloto) era algo que podia acontecer", lamentou.

Rossi, que neste ano está correndo pela Ducati, descartou as especulações que ele poderia se aposentar após o acidente fatal em que se envolveu na Malásia. "Eu nunca disse isso. Provavelmente fizeram isso para vender jornais", reforçou.

Simoncelli, que tinha apenas 24 anos, era uma estrela em ascensão no esporte. Ele foi campeão do Mundial de 250cc em 2008 e vinha sendo apontado por muitos como um futuro vencedor do Mundial de MotoGP.

Por causa da morte do piloto, Giovanni Petrucci ordenou a realização de um minuto de silêncio antes de todos os jogos de futebol do Campeonato Italiano no último domingo, sendo que jogadores vestiram braçadeiras pretas em sinal de luto. "No domingo, quando fizemos um minuto de silêncio houve uma demonstração total de como esse garoto era amado", disse Petrucci. "Estamos aqui para demonstrar amor e afeição por este garoto."

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email