Correia: Bolsonaro cometeu crime eleitoral passível de cassação

"Atenção autoridades e #CPIdasfakenews Bolsonaro cometeu crime eleitoral passível de cassação da chapa e continua cometendo crime passível de prisão. Lobão e Frota já deram o endereço onde atua a quadrilha. Kd PF, Kd Moro?", escreveu o deputado Rogério Correia (PT-MG) no Twitter

(Foto: Jailson Sam - Agência Câmara)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O deputdo federal Rogério Correia (PT-MG) alertou que Jiar Bolsonaro comteu crime de responsabilidade com fake-news.

"ATENÇÃO AUTORIDADES e #CPIdasfakenews Bolsonaro cometeu crime eleitoral passível de cassação da chapa e continua cometendo crime passível de prisão. Lobão e Frota já deram o endereço onde atua a quadrilha. Kd PF, Kd Moro?", escreveu o parlamentar no Twitter.

Durante a campanha eleitoral do ano passado, empresas financiaram um esquema ilegal baseado em divulgação de fake-news (notícias falsas) no WhatsApp para prejudicar o então presidenciável do PT, Fernando Haddad, e favorecer Jair Bolsonaro. De acordo com reportagem do jornal Folha de S. Paulo. A matéria apontou, ainda, que cada contrato chega a R$ 12 milhões e, entre as empresas compradoras, está a Havan. 

Em entrevista ao site Catraca Livre, o cantor Lobão afirmou que o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) está bancando uma "mansão" em Brasília (DF) para o blogueiro bolsonarista Allan dos Santos. 

O deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) ameaçou revelar onde está montado o bunker com a 'milícia virtual' que distribui fake news pró-Bolsonaro. O tucano publicou no Twitter uma foto do grupo, que seria liderado pelo blogueiro Allan dos Santos.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email