Covas rebate Bolsonaro e diz que em São Paulo não tem ‘e daí?’

“(Eles) não pediram a nossa ajuda, mas mesmo assim decidimos ajudar. O que acontece em São Paulo, de certa forma, também é nossa responsabilidade. Aqui não tem ‘e daí?'”, disse o prefeito Beuno Covas

Coletiva de imprensa sobre Coronavírus
Coletiva de imprensa sobre Coronavírus (Foto: Sergio Andrade/GOVSP)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), afirmou na manhã desta sexta-feira, 1º, que a Prefeitura tem trabalhado para evitar longas filas nas agências da Caixa Econômica Federal, mesmo que o governo federal não tenha solicitado ajuda, e aproveitou para alfinetar o presidente Jair Bolsonaro. A informação é do jornal Estado de S.Paulo.

“(Eles) não pediram a nossa ajuda, mas mesmo assim decidimos ajudar. O que acontece em São Paulo, de certa forma, também é nossa responsabilidade. Aqui não tem ‘e daí?'”, disse o prefeito, em alusão à resposta que Bolsonaro deu quando foi questionado na quarta-feira sobre o aumento do número de mortes causadas pelo covid-19.

Covas, que deu a declaração durante participação em programa da GloboNews, afirmou que a Prefeitura tem ajudado tirando dúvidas da população em relação aos auxílios emergenciais e tem enviado profissionais da Guarda Municipal e da Saúde para organizar as filas nas agências. “Nem isso a Caixa está fazendo”, disse o prefeito.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247