Crescimento de casos de Covid-19 leva governo de SP a proibir fechamento de leitos de UTI

Secretário de Saúde, Jean Gorinchteyn, anunciou a medida e acrescentou que os agendamentos de cirurgias eletivas também foram suspensos para ampliar a disponibilidade de leitos para pacientes com Covid em meio a um aumento dos casos

(Foto: Amanda Perobelli - REUTERS)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Eduardo Simões, Reuters - O governo do Estado de São Paulo proibiu todos os hospitais, das redes pública e privada, de desmobilizarem leitos voltados para o atendimento de infectados pela Covid-19 no Estado e também determinou a suspensão de novos agendamentos de cirurgias eletivas, em meio a um aumento da pandemia de coronavírus.

“O governo do Estado de São Paulo, em conjunto com a Secretaria de Saúde e com o Centro de Contingência do Covid-19, sempre com o compromisso de garantir e preservar vidas, assina hoje um decreto que determina a todos os hospitais públicos, filantrópicos e privados a não desmobilização de qualquer leito, seja ele de unidade de terapia intensiva ou de enfermaria, voltado para o atendimento da Covid-19”, disse o secretário de Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn.

“Assim como a não realização de novos agendamentos de cirurgias eletivas para que, desta forma, possamos garantir leitos para todos os pacientes com Covid que possam necessitar a assistência hospitalar”, acrescentou ele em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes.

Na segunda-feira, o governo estadual havia anunciado um aumento de 18% nas internações por Covid-19 no Estado, após hospitais particulares também reportarem um aumento nas hospitalizações por causa da doença.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email