Crivella interferiu no carnaval do Rio de Janeiro, diz MP

Marcelo Crivella escreveu uma carta à Liesa dando aval para que as escolas Grande Rio e Império Serrano, mesmo rebaixadas, participassem do grupo especial no ano seguinte, o que de fato ocorreu

Marcelo Crivella
Marcelo Crivella (Foto: Fernando Frazão/ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Segundo o Ministério Público do Rio de Janeiro, o prefeito Marcelo Crivella interferiu no resultado do carnaval carioca de 2018. No ano, a escola de samba Beija-Flor, que defendeu a Lava-Jato, contra a Paraíso do Tuiuti, que criticou o golpe.

Por influência do empresário Rafael Alves, atingido pelo esquema do ‘QG da propina’ na Prefeitura do Rio, Crivella escreveu uma carta à Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) dando aval para que as escolas Grande Rio e Império Serrano, mesmo rebaixadas, participassem do grupo especial no ano seguinte, o que de fato ocorreu.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email